Colégio Almeida Júnior adota programa de aprendizagem socioemocional

Buscando contribuir para o projeto de vida dos alunos, o Programa Semente vai trabalhar competências como autoconhecimento.  empatia, autocontrole, resiliência e habilidades sociais

Ter autocontrole, autoconhecimento, ser capaz de tomar decisões e saber se relacionar em equipe são características cada vez mais exigidas no dia a dia, principalmente no âmbito profissional. Quanto mais cedo essas habilidades forem trabalhadas, mais preparadas estarão as futuras gerações para enfrentar o mercado de trabalho. Com isso, o ensino das habilidades socioemocionais passará a ser obrigatório nas escolas brasileiras a partir de 2020. Atualmente, das 10 competências previstas na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), 4 são explicitamente habilidades socioemocionais.

Atento a isso, o Colégio Almeida Júnior adota, já a partir de 2019, o Programa Semente, iniciativa especialmente desenvolvida para trabalhar os aspectos socioemocionais que vão auxiliar no plano de vida dos alunos do Ensino Infantil ao Médio. As atividades serão conduzidas pelos professores da própria escola com o treinamento da equipe do Semente.

O Programa Semente se estrutura em cinco pilares. O primeiro, autoconhecimento, permite que o estudante entenda sua personalidade e perceba qualidades e defeitos para que possa se avaliar e trabalhar a sua autoconfiança. Outro pilar é o autocontrole, no qual o estudante aprende a lidar com suas emoções e evitar impulsividades, imprescindível para tomar decisões corretas e para amadurecer. Já o terceiro domínio, a empatia, é trabalhada para que o aluno saiba se colocar no lugar do outro e ser sensível ao mundo, criando laços afetivos e compreendendo a sociedade. Já o quarto pilar, o das habilidades sociais, permite ao estudante desenvolver sua capacidade de comunicação e cooperação. E, por fim, ao trabalhar todos esses pontos, o aluno terá mais condições de tomar decisões responsáveis, analisando as situações a sua frente de forma sensata para fazer escolhas que beneficiem não só a si mesmo, mas quem está ao seu redor.

 “Nós, do Colégio Almeida Júnior, já trabalhamos as habilidades socioemocionais, porém para formalizarmos ainda mais esse trabalho, fizemos uma parceria com o Programa Semente, para efetivamente ajudarmos nossos estudantes a desenvolver essas habilidades”, destaca a direção do Colégio Almeida Júnior.

Para Tania Fontolan, diretora-geral do Programa Semente, o investimento do Colégio Almeida Júnior num programa de aprendizagem socioemocional mostra seu compromisso com o que há de mais inovador e atual na educação. “As linhas pedagógicas do Programa Semente são comprovadas por estudos em diversos países e por isso a adesão das escolas brasileiras se faz tão necessária”, ressalta. “É uma honra para nós a oportunidade de sermos representados na cidade de Itu pelo Colégio Almeida Júnior, e temos certeza de que resultados positivos a curto e longo prazos serão bastante percebidos”, completa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *